20.7 C
Dourados
sábado, maio 18, 2024

Antônio Carlos de Oliveira lembra a pilantragem de Lula, profetizada por Pereio, morto ontem

Ex-deputado federal foi um dos fundadores do PT nacional e primeiro candidato do partido a governador do MS

- Publicidade -

A homenagem feita pelo ex-deputado federal Antônio Carlos Nantes de Oliveira nas redes sociais ao ator Paulo César Pereio, que morreu ontem no Rio, é uma verdadeira obra prima. Pela coerência da contundência que marcou a trajetória deste que é um dos mais respeitados políticos da história do Mato Grosso do Sul. Se ele ainda estivesse na ativa seu texto certamente entraria para os anais do Congresso Nacional. Como não está – e esta é a razão de tudo o que ele escreve – entra para o rol das crônicas antológicas da cultura sul-mato-grossense. Política, ética, cultura. Mais atual que nunca.

Leia:

O ano era 1981, no fim, ou 1982, no começo, não lembro bem.

Eu estava em São Paulo e marquei um encontro num bar do Bixiga, com meu amigo Gianfrancesco Guarnieri, ator e teatrólogo, autor da peça “Eles não usam black-tie”.

À mesa, também Lélia Abramo, então presidente do Sindicato dos Artistas de São Paulo, e a atriz Bete Mendes, conhecida militante política, que fora presa e torturada pela ditadura.

O papo, como não poderia deixar de ser naqueles tempos, era a proposta de criação do PT, ao qual, de nós quatro, apenas Guarnieri não se filiara; Antigo militante do “partidão”, ele continuava fiel aos seus ideais comunistas.

O papo corria bem até que um sujeito alto, cara amarrada, voz grossa e forte, aproximou-se e pediu:

– Tem espaço pra um anarquista ?

Antônio Carlos de Oliveira lembra a pilantragem de Lula, profetizada por Pereio, morto ontem
Paulo César Pereio, ator e diretor brasileiro (foto) Fabio Mota/Estadão Conteúdo

Era Paulo César Pereio, ator famoso e respeitado, tanto pelo indiscutível talento e vocação para o debate e as provocações ideológicas.

Claro que havia espaço. E ele sentou-se.

Quando percebeu que o assunto era a criação do Partido dos Trabalhadores, Pereio não titubeou :

– Vocês acreditam em Papai Noel ?

Ante o espanto de todos nós, ele mandou seu veredito:

– Estão perdendo tempo. Essa turma de sindicalistas, quando entra na política partidária é só pra se dar bem. Não conheço um político que preste. O Lula é um gênio da malandragem. Vai dar nó em todos os políticos velhos e vai ficar milionário.

O constrangimento foi geral. E Guarnieri tratou de fazer o esclarecimento necessário:

– Pereio, a Lélia é uma das nossas atrizes mais conhecidas por sua luta e seriedade política. Ela não mistura as duas atividades e não tem nenhuma pretensão partidária. O Antônio Carlos, a quem esqueci de te apresentar, é deputado federal e o primeiro político a colocar o seu mandato a serviço do Partido dos Trabalhadores.

Pereio não se deu por acuado.

– A Lélia eu conheço. Ela já tem mais de setenta anos. Caminha para a senilidade. Então eu a perdoa por esse passo. Quanto ao Antônio Carlos, não vou ser hipócrita e dizer “muito prazer” em conhecê-lo. Mas digo, sem medo de estar errado, ou ele também é pilantra ou, em breve, vai se arrepender e deixar essa aventura e, quem sabe, até a política.

Houve um princípio de discussão acalorada. Eu pedi calma, sem ser atendido. Lélia ficou ofendidíssima. Pereio se levantou e foi embora.

Anos se passaram. Nunca mais vi Paulo César Pereio.

Dois anos depois, em 16 de fevereiro de 1983, entreguei ao Lula uma carta comunicando minha renúncia ao cargo de Secretário de Organização do PT e a minha decisão de abandonar, em definitivo, a política partidária.

Hoje, tantos anos depois, é dia do sepultamento de Pereio, morto ontem aos 83 anos de idade, recolhido que estava à Casa dos Artistas no Rio de Janeiro.

Vá em paz, Pereio.

Sua provocação valeu. Lembrei dela quando optei por aquele gesto de mudança radical de foco na minha vida.

Hoje, aos 76 anos de idade, posso dizer que você, Pereio, não me influenciou, mas foi profético: por não ser pilantra, “deixei a aventura da política” e jamais me arrependi disso.

Antônio Carlos Nantes de Oliveira – Ex-deputado federal (MS)

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Últimas Notícias

- Publicidade-