18.1 C
Dourados
sexta-feira, junho 21, 2024

Lula e políticos lamentam a morte de Maria da Conceição Tavares

Economista e escritora de 94 anos morreu neste sábado (8)

- Publicidade -

Morreu neste sábado (8), aos 94 anos, a economista e escritora Maria da Conceição Tavares. Portuguesa, ela se naturalizou brasileira e dedicou-se a pensar a economia do Brasil. Nas redes sociais, políticos e ex-alunos lamentaram sua morte.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), disse que a economista foi uma das maiores do país. “Nascida em Portugal, adotou o Brasil e nosso povo com o seu coração e paixão pelo debate público e pelas causas populares. Foi uma economista que nunca esqueceu a política e a defesa de um desenvolvimento econômico com justiça social”, escreveu.

“Trabalhou no BNDES, em projetos importantes para a industrialização do nosso país e com a CEPAL em defesa do desenvolvimento da América Latina. Escreveu centenas de artigos e muitos livros. Até hoje suas aulas são consultadas pelos jovens em vídeos na internet, pela sua fala sempre franca e direta. Tive o prazer e a honra de conviver e conversar muito com minha amiga ao longo dos anos, debatendo o Brasil e os nossos desafios sociais e econômicos no Instituto Cidadania, em conversas no Rio de Janeiro ou em viagens pelo Brasil. Nesse momento de despedida, meus sentimentos aos familiares, em especial aos filhos, aos muitos amigos, alunos e admiradores de Maria da Conceição Tavares”, acrescentou o presidente.

Ex-presidente da Petrobras, Jean Paul Prates também lamentou pelo X (antigo Twitter). “A quem quiser entender o tamanho da economista que a Humanidade perdeu hoje, sugiro assistir esta cinebiografia (de José Mariani) sobre A MESTRA Maria da Conceição Tavares! Que tenhamos competência para difundir seus ensinamentos! Obrigado, Professora!”

A ex-presidente Dilma Rouseff contou com o apoio de Maria durante as eleições de 2010 disse que ficou muito triste com a notícia. “Uma das mais importantes e influentes intelectuais de nosso tempo, Maria da Conceição amou profundamente o Brasil e o povo brasileiro, tendo sido uma das grandes pensadoras sobre o destino do país, os rumos da nossa economia e os caminhos para o desenvolvimento com Justiça Social”.

“Minha amiga e professora era uma mulher brilhante e profundamente comprometida com a soberania nacional, tendo atuado decisivamente na construção de um Brasil menos desigual. Era uma portuguesa que veio para o país ainda criança e virou uma brasileira de coração e de compromisso firme com o nosso povo”, escreveu Dilma. “Minha companheira de lutas e sonhos”, concluiu.

O cantor Emicida agradeceu a economista. “Professora Maria da Conceição Tavares. Obrigado, que a terra lhe seja leve”. O senador Randolfe Rodrigues (sem partido-AP), disse que recebeu a notícia com muita tristeza. “Nossa querida professora nos deixa um vasto legado sobre pensamento crítico em economia, justiça social, luta contra a desigualdade e, sobretudo, de muita coragem na defesa dos mais vulneráveis. Daqui, seguimos honrando seu maior ensinamento: o de sempre acreditar em um Brasil mais justo e igualitário. Descanse em paz, professora.” 

Helena Dornelas/Correio Braziliense

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

Últimas Notícias

Últimas Notícias

- Publicidade-